O Clã Nar

Clã de comerciantes de perfumes, essências, especiarias e incensos. É conhecido por ter tido inúmeras pessoas, ao longo da história, condenados à morte por bruxaria, na Cidade Vermelha. A história dos Nar, remota desde os tempos das Entradas no Continente. Durante esse período, cerca de uma dúzia de Nar, foram mortos por um grupo de Tor Cen em uma peleja dita injusta pelos Nar. Desde então, o ódio pelo Clã, que agora se tornara rival, foi ficando maior e através dos séculos não foi abrandado, pelo contrário, foi averbado. Durante a crise financeira dos Tor Cen, os Nar compraram grande parte de suas terras, investindo na cultura do açúcar e de algumas especiarias. Alguns anos depois, se especializaram na manufatura de óleos, perfumes, incensos e ervas para os mais variados fins. Os problemas dos Nar começaram por aí. Pela classe de seus produtos e por algumas lendas em torno de suas pessoas, foram acusados várias vezes de bruxaria. Incentivados pelos Tor Cen, os Ci Ja iniciaram várias investigações e em bem pouco tempo organizaram provas contra o Clã. Os Nar contestaram, afirmando que as provas eram falsas e enviaram um conselho de uma centena de homens, incluindo o patriarca, para apresentar as provas. Acabaram sendo presos e foram enforcados em praça pública sob os aplausos dos Tor Cen. Os Nar restantes tiveram suas terras confiscadas e acabaram por voltarem a serem servos. Com a queda dos Ci Ja, os Nar, por terem auxiliado os Ci Co, recuperaram suas terras e o direito de pertencer à nobreza. Uma lei foi decretada pelos Ci Co, permitindo que os Nar voltassem a comercializar seus produtos aromáticos. E o fazem até os dias atuais, embora os rumores de venderem produtos para bruxos persistissem.

Requisitos: Família Abastada.

Outras denominações: Os Nar são sempre chamados de termos pejorativos ligados ao ramo de trabalho. Os nomes são: Efeminados, Estranhos, Esquisitos, Perfumados, Cheirosos, Místicos, Bruxos (nada provado, só uma denominação) e Verdes (clara alusão ao Povo Verde do sul).

Aparência: Os Nar se preocupam muito com a aparência. Até os mais pobres de recurso, gastam enormes somas de dinheiro para utilizar jóias e roupas de tecido fino e caro. Estão sempre de cabelo penteado e extremamente perfumados. Diz-se que seus perfumes são capazes de controlar as pessoas. Embora os Nar garantem que se vestem muito bem, suas roupas são sempre criticadas pelos outros Nul’l, dizendo-se que são estranhas e parecidas com a dos Shinianosh. Ainda assim, os Nar arrancam comentários de elogios às suas vestimentas por todos os outros povos e de alguns Nul’l.

Localização: A Rua dos Nar fica no extremo oeste da Cidade Vermelha, quase encostada na Muralha Vermelha e próximo ao Rio Doce. Quase todos os Nar vivem nessas terras, junto aos agricultores que cultivam a cana-de-açúcar em suas terras. Pouquíssimos Nar vivem em outras cidades e nenhum Nar vive em Rua de outro Clã.

O Clã Nar

Drakullia eliasmpjunior eliasmpjunior