O Clã Jor Te

Conhecido Clã de marceneiros. Fazem os mais belos trabalhos com madeira de toda a Cidade Vermelha. Sabem trabalhá-las, moldá-las e montá-las como ninguém. Os Jor Te conseguem ser melhores até nos entalhes, ratificando seu conceito e fama de únicos bons marceneiros. O maior exemplo disso, são as imagens do Deus Dragão espalhadas pelos templos e monastérios da Cidade Vermelha. Devido a toda essa fama, seus móveis e objetos de madeira atingem altos preços no mercado se levarem um pequeno entalhe com o nome e estandarte do Clã.

O Clã surgiu há muito tempo, em tempos imemoriais, antes das Entradas e sempre tiveram o talento e a fama de marceneiros que atualmente possuem. Durante a crise da nobreza, os Jor Te, conseguiram manter o padrão social e perderam bem pouco de suas terras, conservando o Clã Ba Ke como servos até os dias atuais. Foram responsáveis pela construção do porto de La Ni e dos imensos navios mostrando toda a competência com a madeira na construção naval. O porto e os navios passaram a possibilitar a venda de produtos de suas terras para outras cidades e principalmente para La Li, a cidade principal. Isso fez com que os Jor Te acumulassem grandes somas de dinheiro e atualmente possuem tantas riquezas que muitos nem estimam.

Requisitos: Família Abastada.

Outras denominações: Marceneiros, Entalhadores, Escultores, Artesãos e Ricaços.

Aparência: Um Jor Te, normalmente se utiliza de roupas comuns aos Nul’l. Não muito luxuosas e nem muito simples. Tanto homens quanto as mulheres. É comum vê-los sempre com a bolsa de ferramentas de carpinteiro pendurada no ombro. É como se fosse acessório obrigatório para um Jor Te. Eles sempre dizem que quando menos se espera, a bolsa salvar-lhe-á a vida.

Localização: Desde que receberam as terras ao sul da Cidade Vermelha, os Jor Te fundaram sua Rua e lá vive a grande maioria.

O Clã Jor Te

Drakullia eliasmpjunior eliasmpjunior