Drakullia

Sessão 01
Inúmeros problemas e uma garota

E começa a mais nova campanha de Drakullia, agora no sistema Kombo RPG®!

Tudo começou com a chegada de Vol Ci Te em Vila Esplendorosa, um pacato povoado a duas semanas de La Xor e relativamente próximo à Muralha Vermelha. Vol é um sacerdote recém ordenado e ainda inexperiente nas intrigas e corrupções do meio clerical na Cidade Vermelha. Ele é especialista em perfumes e essências e une alquimia e psiquismo em seus diversos experimentos.

Ao se apresentar a Vol Ci Co, o sacerdote local, espantou-se ao descobrir um homem jovem para tamanha responsabilidade. A chegada não poderia ter sido em pior hora. Ru Ci Ja, um importante latifundiário local pressionava o sacerdote exigindo solução para o desaparecimento gradual de seus cavalos.

Vol (o novato) não demora a assumir suas tarefas enquanto do outro lado da cidade, Gra Li Zen, um dono de prostíbulo enfrenta problemas com o atraso da grande estrela de seu estabelecimento, capaz de atrair homens de vilas mais distantes. Quando a situação parecia resolvida, Ru Ci Ja exige a disponibilidade de Mir Tór Cen a quem chama de namorada. Gra não se intimida e compra um briga com Ru sendo ameaçado antes que o poderoso se retirasse.

A calmaria estava longe da cidade e Loú Tór Cen, acompanhado de mais que uma dezenas de homens chega ao templo e reclama com Vol Ci Te que corre por toda a região que uma Tór Cen está oferecendo serviços sexuais naquela região. Loú está disposto a tudo para levar Mir Tór Cen com ele e limpar o nome da família de uma vez por todas. Após quase se frustrar na negociação com Vol Ci Te, ele parte para o prostíbulo e tem mais sorte com Gra Li Zen. Fica, então, acertado que Gra falará com Mir e negociarão uma indenização no dia seguinte. Loú se retira, mas não sem antes encomendar os serviços de Sin Ra Der para aquela noite.

No templo, Vol Ci Te revela o conteúdo da negociação e Vol Ci Co se preocupa. Decide então dar plenos poderes ao novato para encerrar a negociação, deixando claro que os ganhos pertencerão ao templo. Assim, Vol Ci Te aguarda a visita de Loú Tór Cen. Uma das solicitações do Tor Cen era que lhe fosse entregue o documento de entrada de Mir no clã Ra Der (de prostitutas) após sua exclusão do clã Tor Cen. Vol Ci Te procura e não acha e com o avançar da hora, decide forjar um documento que entrega ao Loú em troca de um baú com 5 mil dracs, dois cálices valiosos e um candelabro.

A situação se complica quando Mir Tór Cen não aparece para trabalhar. Preocupado, Gra Li Zen comunica o desaparecimento ao templo e pelo avançar da hora, Vol Ci Co deixa isso a cargo de Vol Ci Te. O novato então vai à casa do primeiro homem da guarda da vila e por infelicidade se complica com a esposa do homem ao falar que a guarda vai procurar uma prostituta. O fato se repete no último dos quatro guardas quando ele descobre que a mulher do primeiro já estava fofocando com a do último. Discretamente, ele lança uma mistura gasosa no ar que o concede obediência das mulheres e dos guardas. Muda assim a versão da história sobre a busca da prostituta e as proíbe de espalhar a história.

Ao amanhecer, nada está resolvido. Mir Tór Cen continua desaparecida e Loú Tór Cen aparece com a nova informação de um suposto envolvimento de Ru Ci Ja no desaparecimento, espertamente denunciado por Gra Li Zen. Vol Ci Te acaba sendo impelido a ir pessoalmente ao Ci Ja e propor casamento de Mir com alguém da família Ci Ja. Mesmo achando um absurdo, Vol Ci Co autoriza a demanda enquanto logo depois, encontra-se secretamente com um Di Mi e encomenda uma cilada para o desafeto fazendeiro. A missão do Di Mi é fazer a garota estar na casa Ci Ja para que Ru seja devidamente acusado e levado a tribunal por sequestrar uma Tór Cen (já que o papel de transferência de Mir para o clã Ra Der supostamente está nas mãos de Loú Tór Cen para ser destruído, mas não passa de uma falsificação).

View

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.